sexta-feira, 25 de outubro de 2013

LOUCOS DESEJOS, PERPETUAÇÃO DA VIDA.





Seres voluptuosos em busca de encontros,
Estranho sentir, entre brumas e árvores,
estranho querer que move os sentidos,
busca desesperada pelo outro, além,
doce momento de encontro e fascínio.

Sobre a relva verde de verão,
os dois corpos deslizam impudicos,
em delírio, desfeitos do tempo,
livres dos espaços, entregues
numa só conjuntura, no todo...

O toque dos dedos,
o carinho louco
da boca trêmula que deslisa
e deixa escorrer a saliva
pelas pernas que se abrem
e se dobram para o prazer.

Enfim, na suave neblina,
por onde desce o rocio,
as ancas se movem
sobre o tapete macio
fecundado pelo sêmen,
regado pela vulva latente,
no equilíbrio permanente
das vidas que se buscam,
das vidas que se encontram
perpetuando a própria vida.



Pedro Paulo de Oliveira.
todos os direitos autorais reservados

Imagem: busca no Google.
Postar um comentário