domingo, 20 de outubro de 2013

HOMENAGEM AOS POETAS DO MUNDO INTEIRO.




POETA, FILHO DA DOR E DO AMOR, FEITO SONHADOR.

Poeta, eterno navegante,
só sabe sonhar o amor
vive por aí, errante
e conhece tão bem a dor.

O que seria do poeta sem a dor?
O que seria do artista sem a desilusão?
O que seria da vida sem a paixão?

A paixão leva os espíritos às maiores loucuras;
a paixão nos leva a viagens alucinadas,
viagens homéricas e utópicas;
essa paixão que já explode nos olhos da criança no colo da mãe.

Ah!...sou artista, sou poeta, sou menino;
sou dançarino,
sou herói em busca da eterna aventura;
sou aquele que vê o âmago da vida;
sou aquele que volta para o ventre da mulher;
sou aquele que se perde no meio do caminho;
sou aquele que olha pela janela o dia que esmorece;
e sou aquele que caminha, caminha, caminha e vai...

Duvida?

Olhe nos meus olhos e veja a vida que nasce sempre que acordo;
olhe para a minha face e descubra a paixão de toda a humanidade;
Olhe para meus gestos e encontre a história do universo.
Carrego no meu peito a essência do início e do fim que nunca chega.

Eu sou a dor, eu sou a paixão, o sorriso...
Sou a vida que se transforma e não morre

Texto de Pedro Paulo de Oliveira.

Imagem: Cássia Oliveira.
Postar um comentário