quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

FANTASMAS

A vida passou por aqui...
Os sonhos ficaram por aqui,
nas rodas sobre os trilhos
no telhado carcomido
nas paredes escuras....
nas serras e montanhas.

Os sonhos não se vão nunca.
Sonhos fazem curvas,
desbravam o desconhecido.

A vida deixou aqui o que é:
alegrias e tristezas.

(Os fantasmas nunca se vão)

E agora, para onde foram os que renasceram
deixando os fantasmas?
Se perderam - em um mundo novo -
sem saber, sem perceber
quem vem, quem passa,
quem nasce, quem perece...
tantos são.

Texto de Pedro Paulo de Oliveira.

Imagem: Jorge A. Ferreira Junior - memória ferroviária
Postar um comentário