quinta-feira, 23 de maio de 2013

FILHO DO DESEJO


Olhe dentro dos meus olhos,
Verá o mundo inteiro,
O meu amor infinito
O meu desejo latente

Desejo ardente, premente.
Por que?
Porquê sou filho do desejo,
Desejo de vida, que dói, que vai.

Sou filho da luz e do vento,
Sou filho do tempo.
Que tempo?
Tempo que não conta, que não passa.

Sou filho do eterno, do infinito.
Postar um comentário