terça-feira, 3 de junho de 2014

FANTASMAS


E agora, o que será feito de nós, 
pobres fantasmas, 
perdidos nas ruínas, 
misturados ao pó,
justo agora
que acreditamos
compreender a vida?
Foi tudo tão rápido...
Será que não podia repetir?
O templo, agora, está vazio,
o teatro, também, está vazio,

os dois se aprecem tanto
e o glamour não existe mais...
Somente os fantasmas.

Pedro Paulo de Oliveira

Imagens: Yahoo.
Postar um comentário